Conheça os fãs: Bruno

Olá!
O Bruno, do Somas das Masmorras, também participou. Confiram o que ele respondeu:
Harry Potter para mim está muitíssimo além de ser apenas fã. Não vejo como mensurar o que J.K. Rowling fez por mim.
Recordo-me, no ano de 2001, em uma sala de aula de português, com a cabeça baixa, pensando em sei lá o quê – já havia terminando os exercícios – quando um amigo, hoje o melhor, perguntou-me sobre Harry Potter, disse que nunca tinha ouvido falar e nem dei atenção. Ele ficou pasmo com isso. No dia seguinte eis que ele me aparece, agora na aula de matemática com um livro, e me dá para ler. Aceitei como ok, dê-me isso e cale a boca.
Na volta para casa, no ônibus comecei a ler. Primeiro a capa, a contracapa e a orelha, achei meio bizarro e resolvi ler. Logo quando li “O menino que sobreviveu” pensei, ok, morte, bruxos, ação, pode ser interessante. E não é que eu estava bastante certo. Apenas lembro que li 4 capítulos até chegar em casa, e não parei mais.
Sou fã de Harry Potter porque foi por meio dele que tomei gosto pela leitura. Ler Harry Potter não era chato como ler Iracema ou Um Sonho num Caroço de Abacate, era legal, era divertido, prazeroso.
Com Harry eu aprendi a escrever melhor, a ler, a interpretar, a entrar na história, aquilo que tantos os professores queriam e não conseguiam ensinar como fazê-lo, e com Harry isso foi tão mais fácil.
Com Harry Potter eu aprendi a ser até um ser humano melhor, parei de ser o garoto mimado e egoísta que sempre fui, aprendi a ver o que é amizade e o que devemos e podemos fazer por ela e porque ela é importante. J.K. Rowling ensinou-me a ver as diferenças dos outros. Jo exemplificou muitas mazelas da sociedade com as quais eu em minha formação como gente deveria aprender e que talvez fosse difícil aprender sozinho.
O jeito de ela explorar as diferenças entre você ser um aborto, trouxa, sangue-ruim no mundo bruxo não era muito diferente dos preconceitos que me cercavam na infância, Harry foi bastante útil nesse sentido. Aprende a respeitar cada um como cada um era, entendendo e aprendendo sobre as diferenças que cada um tinha como credo, posição social, aparência.
Tudo foi ficando cada vez mais claro para mim e, com absoluta certeza, meu desenvolvimento foi melhor. Aprendi lidar com a perda, com a dor, com a morte e como aceitar muitas coisas que aconteceram na minha vida. Lições como amor, coragem, lealdade e amizade foram tão densas e suficientes que as uso como critério em muitas coisas na minha vida até hoje.
Hoje eu tenho 21 anos recém completos e me sinto muito feliz em ter crescido com Harry Potter e acompanhá-lo como um querido amigo desde a infância. Era bastante curioso, muitas das situações que aconteciam com Harry e seus amigos aconteciam comigo também e eu usava das mesmas artimanhas que os personagens para lidar com elas. E não é que me saia bem? 10 anos de história.

Não restam dúvidas, Harry Potter não é apenas uma série de livros de aventuras, amor, perdas, ganhos e risadas – sim, rende incríveis momentos de alegria ao ler – mas também um livro de ajuda. Eu realmente espero que Jo saiba o quanto ela ajudou crianças do mundo inteiro a serem melhores, crescerem, evoluírem. Espero que ela saiba que nos ensinou da melhor maneira possível ser uma criança, um adulto, um jovem, um cidadão bem melhores. Eu realmente tenho somente a agradecer a uma mulher como esta. Talvez ela não se lembre dos ínfimos segundos que estivemos juntos em Londres, em 2010, foi emocionante vê-la, beijá-la no rosto e dar-lhe um abraço e dizer: “Jo, muito obrigado, você foi excelente e fez a minha vida ser melhor e mais divertida. Eu amo você.” Ela apenas riu e devolveu-me um beijo e respondeu: “Eu que agradeço a você por permitir que eu entrasse na sua vida.” Fui à loucura.
Perdi a conta de quantas vezes reli cada livro. Em português, inglês, espanhol… é, eu sei, sou bastante fanático, mas quem se importa?
Agora, o que eu perguntaria a Jo? O que de mais íntimo si própria ela pôs nos livros e se houve uma Minerva na vida dela.
Muitíssimo obrigado, Jo!
 
O que acharam? Alguém mais teve a oportunidade de conhecer J.K.Rowling?
Anúncios
Esse post foi publicado em Fãs e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Conheça os fãs: Bruno

  1. Ana disse:

    Adorei seu texto Bruno, comigo aconteceu bem parecido, cresci com Harry…mas o descobri numa sala de espera do Hospital, eu estava doente e bem chata e quando lia uma resenha em uma revista me encantei e implorei pelo livro, ganhei, li em dois dias, ganhei os seguintes … e até hoje não me canso de le-los..

  2. Caleb disse:

    Meu Deus ! que história eu conheci Hp bem diferente eu tava em uma festa ai uma menina meio geek estava lendo em 2002 e ai vi a capa e gostei ai cheguei perto dela e perguntei o que era o livro e ela me falou e como ela conhecia minha prima eu pedi ela emprestado e assim li a saga inteira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s