Loucuras que fiz por Harry: Vânia

Olá!
A Vânia, do blog Viajando sem Dinheiro, conta as loucuras que ela fez por Harry:
Como falar sobre aquela vez que eu deixei de sair com um rapaz bastante atraente porque o nome dele era Tom seria muito blah, vou contar sobre o lançamento do sétimo e último livro, Harry Potter e as Relíquias da Morte. Eu já estava morando em Boston na época, então quando descobri que teria um show de Wizard Rock (bandas que cantam músicas inspiradas no universo de J.K. Rowling) decidi que iria ao lançamento do livro na Harvard Square. Até então eu estava indecisa por medo de spoilers, mas ver Harry & the Potters e Draco & the Malfoys ao vivo tirou todo o meu receio. Sexta-feira, 20 de Julho de 2007, peguei meu carro e me dirigi à cidade de Cambridge onde uma amiga minha já estava na fila para pegar a pulseirinha que daria o direito a entrar na livraria após a meia-noite. Depois seguimos para o Harvard Yard, onde o palco estava montado (ironicamente, em frente à uma igreja) e a festa já havia começado.
Lá pelas 21h fomos para o restaurante onde minha amiga trabalha: eles estavam tendo uma festa à la Harry Potter que ela ajudou a organizar. Ao entrar no restaurante, as pessoas tiravam um papelzinho pra definir à qual casa pertenciam. Confesso que roubei e tirei vários até finalmente pegar a Lufa-Lufa! E aí começou o drama: eu não queria comer. Não estava com fome, e na verdade não havia comido absolutamente nada naquele dia. A única coisa que habitava meu estômago era uma xícara de café que tomei quando acordei às 13h. E aí veio a chantagem: minha amiga – que tinha meu cartão de crédito na bolsa dela – disse que não me deixaria comprar o livro caso eu não comesse. Algumas beliscadas depois, me assegurei de ter minha carteira dentro do meu bolso o tempo todo. À meia-noite a dona do restaurante trouxe uma cópia de Deathly Hallows para a nossa mesa, para que pudéssemos ver. Nós a pegamos, fizemos reverências e eu abri uma página aleatoriamente e pude ler algo sobre Ron e Hermione (acho que foi uma das partes em que eles estão se escondendo na floresta) antes que o livro fosse arrancado de minhas mãos com frases como “sem spoilers!” ou “não vai estragar sua leitura agora”.
Meia hora depois, fomos para a fila que ainda estava grande. Era 1:30 da manhã quando finalmente entramos no Harvard Coop, pagamos pelas nossas cópias e saímos (fones de ouvido a postos para evitar spoilers), as pessoas mais felizes do mundo. Me despedi de minhas amigas, e após dirigir 40 minutos até chegar em casa, coloquei a água pra ferver, o pó no coador e caprichei no café forte. Eram quase 3 da manhã quando me deitei e comecei a ler. Não vou falar sobre as lágrimas – foram muitas, em muitas partes. Várias vezes falei pra mim mesma “é isso, vamos terminar esse capítulo e dormir” apenas para suspirar e continuar lendo. Apenas no final do capítulo dez fechei o livro, pois meus olhos já haviam cansado de lutar para ficar abertos e já passava das 7 da manhã.
O dia seguinte não foi muito diferente. Acordei, almocei, fiz café e antes das 15h já estava imersa na fuga de Harry, Ron e Hermione do casamento de Fleur e Bill. Algum tempo depois tentei sair do meu quarto e socializar – todos estavam na piscina curtindo o dia lindo – mas foi em vão. Tudo que eu queria era saber o que aconteceria em seguida. E foi assim que, às 4:08 da manhã do dia 22 de Julho de 2007, eu descobri que tudo estava bem. Dormir? Comer? Sair? Nada disso teve espaço na minha cabeça até eu discutir cada detalhe que eu conseguia me lembrar, cada aspecto do livro, cada morte, cada casal. Se hoje eu me sinto diferente quando releio Deathly Hallows? Certamente não é a mesma coisa. Não tem a mesma ansiedade, a mesma intensidade, a mesma sensação desesperadora de que tudo pode acontecer. Mas é igualmente emocionante, é igualmente fascinante, e por que não usar o termo mais manjado de todos, é igualmente mágico!
O que acharam?
** Se preparem que amanhã vamos lançar a nova promoção Harry e Seus Fãs! Dessa vez vocês vão ter que usar um pouco de criatividade. Fiquem ligados!
Anúncios
Esse post foi publicado em Fãs, Loucuras e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s